Galeria

13.11.2019 - 17:39

Material genético coletado de presos condenados vai abastecer banco nacional e contribuir em investigações

Considerada uma ferramenta eficiente na elucidação de crimes, o Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG) integra um conjunto de informações de condenados da Justiça por crimes hediondos e de violência sexual de todo o país. Em Mato Grosso do Sul, mutirões estão sendo realizados em unidades penais para coleta de amostra biológica de todos os presos condenados por estes crimes. Este ano, a meta é atender 1.300 internos. O trabalho conjunto é realizado pela Coordenadoria-Geral de Perícias, por meio do Instituto de Análises Laboratoriais Forenses (IALF), e conta com o apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). Fotos: Sejusp.
|
Compartilhe:
Tag3 - Desenvolvimento Digital